10/02/2011

Konkan

Às cinco da manhã já estávamos nos carros rumo ao litoral do mar arábico, conosco mais dois casais de amigos indianos. As várias curvas da estrada deixavam eu e minhas filhas tontas e enjoadas. Nossa primeira parada foi para tomar um chai, mas eu nem consegui... o lugar era inacreditável!
Seguimos por mais duas horas e de repente outra parada, no meio da estrada... no meio mesmo...todos descem dos carros, inclusive os motoristas. Nossos amigos indianos abrem um cesto e começam distribuir "sanduiches" e comemos ali mesmo, enquanto carros desviavam de nós...  outro fato inacreditável!
Oito horas depois chegamos em uma região chamada Konkan, na cidade de Dapoli e um tempo depois a um "hotel fazenda". Chalés simples e pequenos dispunham de uma cadeira, uma cama de casal com lençóis sujos e travesseiros que pareciam feitos de pedra. O banheiro à moda indiana com direito a um bom banho de caneca. Abstrair é a palavra! Bem que tentei!
As refeições embora saudáveis, eram regradas e sem opção.
Aqui comecei a perder uns quilinhos.
No final da tarde, eu e meu marido estávamos no quarto quando vimos uma pequena cobrinha entrar e deslizar rapidamente para baixo da cama. Me curvei e olhei... lá estava ela bem no canto perto da cabeceira. Enquanto procurávamos algo para tirá-la, misteriosamente ela desapareceu. Procuramos e nada... três funcionários do hotel vieram, desmontaram o quarto quase todo... e nada.
Passei a noite acordada sentada em uma cadeira. Nem gosto de me lembrar desse episódio, foi muito estressante... coitado do meu marido, sofreu com minhas reclamações. Por outro lado vimos cenas interessantes nas praias, imagino que só se vê aqui, tinha de tudo, carros-de-boi treinando para corridas, camelos, vacas,  pessoas se divertindo... Visitamos dois templos, um deles bem rústico e muito antigo. Conhecemos uma casa típica de um fazendeiro desta região, ele até fez questão que eu fotografasse, simpáticos nos ofereceram um chá. Três dias depois voltamos à Pune.

A estrada



Nosso carro e um caminhão na estrada, todos os caminhões são muito coloridos e enfeitados



Flores no hotel - única coisa que gostei naquele lugar



A praia






O templo, do lado de fora trabalhadores cuidam para que esteja tudo limpo e bem cuidado


Entrada do antigo templo que fica na zona rural


Detalhes da parte interna, repare dos entalhes na madeira




O banheiro de um bar na estrada, o balde com água substitui o papel-higiênico, não tem teto, mas pra que né!?
E minha filha desfrutando de tudo isso!




5 comentários:

Lisa disse...

adorei o blog
seguindo já..
;]

RENATA disse...

Acompanho em silêncio há algum tempo.Adoro ler suas impressões sobre a Índia.

Veronica Kraemer disse...

Estou MARAVILHADA com as imagens da viagem que vocês fizeram!!!
Sempre amo TUDO por aqui, mas desta vez você arrasou!!!
Parabéns, quanto sentimento impresso nestas imagens!!!
Beijossssss
Vero

Regina disse...

Ola! Estou tentando acompanhar sua viagem a esse pais tao diversificado, e diferente desse nosso mundo ocidental que conhecemos. Ainda nao consegui ler tudo, o tempo esta muito curto. Mas so persistente, voltarei.
ps. Me desculpe, mas nao consegui achar seu nome no blog. Ah! outra coisa, obrigada por seguir o meu blog.
Beijos.

Elaine disse...

Olá minha querida,obrigada por sua atenção quanto ao meu pedido, vou ficar no aguardo das fotos das xícaras!
Sua viagem está maravilhosa, as fotos são lindas e cada lugar é mais interessante que o outro. Curta muito e traga muitas inspirações e novidades.
Beijos!!!!