08/04/2011

Quinto dia no "Spa" Ayurvédico



Depois de uma boa noite de sono, desço e caminho em direção à clínica para receber mais um procedimento. Em questão de minutos, volto para tomar meu café da manhã na companhia de algumas pessoas e da Cláudia. Desde que cheguei aqui, ela me anima com seu astral sempre bom. Falamos sobre a nossa alimentação, sobre nós mesmo e outros assuntos. Ao lado dela me sinto à vontade e o riso está sempre garantido. Logo sou chamada para receber uma massagem, Garshana é o nome, ela é feita à quatro mãos. Duas massagistas usando luvas de seda, friccionam todo o meu corpo com uma espécie de "pasta granulada",  o cheiro me lembra cânfora, mas há outras misturas, sinto um suave perfume de ervas. Sei que o sal grosso e um tipo de óleo especial vindo da Índia, também fazem parte desta "pasta granulada". As quatro mãos trabalham em uma sincronia perfeita, meu corpo todo passa uma uma espécie de esfoliação. Mais uma vez, parece que estou "subindo até o céu", chegando até à porta e vislumbrado um pouquinho da Luz Divina. Quando termina, a terapeuta me leva para um banho, ali mesmo na própria clínica. Um jato forte de água morna desliza sobre o meu corpo...  minha pele está macia, vivida e perfumada.
O que mais posso querer!?

Um comentário:

Mila Bomtempo disse...

Hoje que parei pra ler tudo sobre os dias q vc esteve no spa... como é drástica a transformação, né?
Fico pensando se, se eu tivesse no seu lugar, encararia como você, com tanta tranquilidade, apesar de me dar uma vontade gigante de passar por esta experiência. Contraditório, não?
To adorando os seus relatos! Mto bom! A gente quase sente o que você está sentindo enquanto lê!

Bejo!